A lei complementar n° 155/2006, que entrou em vigor em janeiro de 2018, trouxe inúmeras mudanças no que se refere ao recolhimento de impostos, para as empresas optantes pelo Simples Nacional.

 

Além das mudanças do limites, que passaram a ser de 4,8M para EPP e 900 Mil para as ME, houve a redução do números de anexos e faixas de faturamento, novas atividades foram incluídas e as alíquotas foram modificadas.

 

Para algumas atividades de prestação de serviços, a folha de salário poderá representar um aumento ou uma diminuição de impostos. Isso se dá através da razão entre folha de pagamento e receita bruta anual, o chamado fator “r”.

 

Para as atividades de serviços, o custo da folha de pagamento será responsável pela mudança de anexo e a alíquota a ser aplicada.

 

A vantagem

 

A vantagem será para as empresas no qual o custo com a folha de pagamento superar 28% — fator “r”— que passará a ser tributada no Anexo III. Isso quer dizer que, as empresas que possui um custo muito elevado com mão de obra devem pagar menos impostos.

 

O fator “r” se refere a divisão entre folha de pagamento (incluindo pró-labore) e a receita bruta anual (últimos 12 meses).

 

A fórmula é dada como:

 

R= FP/RB

 

Onde se lê:

 

R = Relação

 

FP = folha de pagamento dos últimos 12 meses (considerados salários, pró-labore, contribuição patronal previdenciária e FGTS).

 

RB = Receita bruta acumulado nos últimos 12 meses (ano-exercício)

 

É importante salientar que as empresas do Anexo III que tiverem a folha de pagamento igual ou inferior a 28% devem passar a ser tributadas no Anexo V. Por isso, é importante se fazer um cálculo para saber se o Simples Nacional ainda é uma opção vantajosa para a empresa.

 

#Atividades abrangidas pelo fator “r”:

 

  • Fisioterapia, medicina, inclusive laboratorial, e enfermagem; odontologia e prótese dentária; psicologia, psicanálise, terapia ocupacional, acupuntura, podologia, fonoaudiologia, clínicas de nutrição e de vacinação e bancos de leite;


  • Arquitetura e urbanismo;

 

  • Administração e locação de imóveis de terceiros;


  • Academias de dança, de capoeira, de ioga e de artes marciais; academias de atividades físicas, desportivas, de natação e escolas de esportes;


  • Elaboração de programas de computadores, inclusive jogos eletrônicos, licenciamento ou cessão de direito de uso de programas de computação; planejamento, confecção, manutenção e atualização de páginas eletrônicas;


  • Empresas montadoras de estandes para feiras;


  • Laboratórios de análises clínicas ou de patologia clínica; serviços de tomografia, diagnósticos médicos por imagem, registros gráficos e métodos óticos, bem como ressonância magnética;


  • Engenharia, medição, cartografia, topografia, geologia, geodésia, testes, suporte e análises técnicas e tecnológicas, pesquisa, design, desenho e agronomia;


  • Medicina veterinária;


  • Serviços de comissaria, de despachantes, de tradução e de interpretação; representação comercial e demais atividades de intermediação de negócios e serviços de terceiros;

  • Perícia, leilão e avaliação;

  • Auditoria, economia, consultoria, gestão, organização, controle e administração;

  • Jornalismo e publicidade; agenciamento; bem como outros serviços decorrentes do exercício de atividade intelectual não relacionados no art. 25-A, § 1º, III, IV e IX; § 2º, I, da Resolução CGSN 94/2011.


Thumbnail Image

Ana Carolina

Estagiária de Marketing Inbound na Marbo Contábil. Graduanda em Relações Públicas pela Universidade Federal de Goiás.

Mais no Blog


tributário/fiscal

Sabe qual o segredo para qualquer negócio? Seu Fluxo de Caixa

 

Você sabia que o fluxo de caixa é uma

Saiba mais
tributário/fiscal

5 passos para controlar o fluxo de caixa da sua empresa

 

O fluxo de caixa além de registrar as movime

Saiba mais
tributário/fiscal

Simule e aprenda a calcular o Difal 2018

 

O que é ICMS?

  Saiba mais

tributário/fiscal

Entenda sobre o ICMS: O que é, como é calculado, Difal e ICMS-ST

 

O ICMS é um dos mais importantes tributos pa

Saiba mais
tributário/fiscal

Tabela do ICMS 2018 - Atualizada

 

O ICMS é um imposto sobre Operaç&otil

Saiba mais
tributário/fiscal

Difal: Entenda de uma vez tudo sobre o Difal

 

O difal é a sigla para diferencial de al&iac

Saiba mais
tributário/fiscal

Simples Nacional: Empresas em Goiás passam a pagar o Difal

 

O Estado de Goiás deixou de ser único

Saiba mais
tributário/fiscal

Difal: o que é, como funciona e quem deve pagar?

 

O que é difal?

 <

Saiba mais
tributário/fiscal

6 dicas importantes na retirada de lucro pelos sócios

 

Uma questão que gera muitas dúvidas &

Saiba mais
negócios

Os 10 erros contábeis que os empresários mais cometem

 

Quando se é empresário é comum

Saiba mais
contabilidade

Empresas do Simples: Quais documentos devo enviar mensalmente ao contador?

 

Ter uma empresa no Brasil pode ser um desafio. Al&e

Saiba mais
recursos humanos/departamento pessoal

Quais são as vantagens para folha de pagamento no SIMPLES?

 

Ah, o Simples Nacional! Amado por muitos e odiado p

Saiba mais
contabilidade

Porque é importante ter minha contabilidade em dia?

 

Se você possui uma empresa com toda certeza,

Saiba mais
tributário/fiscal

IRPF 2018 - Como funciona a declaração de moedas virtuais, bens e direitos

 

As moedas virtuais ou digitais chegaram para revolu

Saiba mais
contabilidade

Quais são as obrigações que tenho que cumprir sendo Simples Nacional?

 

As empresas do Simples Nacional tem menos obriga&cc

Saiba mais
contabilidade

Quais são as atividades que a partir de 2018 irá compensar entrar no SIMPLES.

 

O Simples Nacional mudou e em 2018 é preciso

Saiba mais
contabilidade

As diferenças entre Simples Nacional x Lucro Presumido

 

Se você está pensando em abrir um neg&

Saiba mais
tributário/fiscal

Saiba como é a declaração de imposto de renda para quem tem empresa

 

Dizem que quando se vê notícia sobre I

Saiba mais
tributário/fiscal

Imposto de renda 2018: Tire suas dúvidas sobre quem deve declarar e as mudanças

 

O período de declaração do Imposto de Renda está chegan

Saiba mais
tributário/fiscal

Mudança para 2018: Novos limites de faturamento, novos anexos e novas alíquotas do SIMPLES

 

Agora o limite de faturamento passou a ser de R$ 4,8 milhões e para aqueles

Saiba mais
tributário/fiscal

Confira: 4 principais mudanças do Simples Nacional 2018

 

O Simples Nacional é um regime tributá

Saiba mais
tributário/fiscal

Passo a passo para entender o Simples Nacional 2018

 

O Simples Nacional foi criado a partir da Lei Compl

Saiba mais

Deseja receber novidades no seu e-mail?

Assine agora a newsletter com seu email e receba uma mensagem diretamente no seu email sempre que tiver uma postagem nova, acompanhe agora e mantenha atualizado!

check
Seu cadastro foi efetuado com sucesso Caso haja alguma dúvida entre em contato pelo e-mail: contato@marbocontabil.com.br.
error_outline
Algo deu errado! Seu cadastro não foi realizado, por favor confira os campos obrigatórios e tente novamente, ou entre em contato pelo e-mail: contato@marbocontabil.com.br